24/02/2015 07:39

Quantidade de visualizações: 1049

Rádio Pioneira com Assessoria

Produtores aprenderão desde o local adequado para implantação desta cultura, bem como a comercialização de peixes.

Iniciou ontem, no auditório da Prefeitura de Tangará da Serra, o curso “Planejamento e Desenvolvimento da Piscicultura”, uma parceria entre a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), com o Sindicato Rural e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).


curso é ministrado pelo engenheiro de pesca e instrutor de piscicultura do SENAR, Jailson Baumgartner, que atua há 7 anos no ramo. Até sexta-feira (27), 15 produtores participam da capacitação.


Tangará da Serra é o segundo município a receber esta capacitação através do SENAR. Os produtores rurais vão aprender desde o local adequado para implantação do cultivo de peixe, até a comercialização. “Pelos estudos que já foram realizados na região este município tem todos os quesitos necessários para esta atividade. Tem água de qualidade para o crescimento do peixe um dos fatores primordiais para o desenvolvimento. Então o que falta é apenas uma organização da cadeia produtiva e um levantamento das propriedades que podem implantar esta cultura. Com este curso, os alunos estarão aptos a investir nesta atividade”, relata Baumgartner.


Ainda de acordo com o instrutor, o treinamento terá 40 horas e tem por objetivo esclarecer sobre a escolha adequada do local, a espécie de peixe que será cultivado, como construir os tanques de peixes, tamanhos, a questão da adubação, o tratamento da água, como e onde comercializar e os procedimentos de manejo. “Queremos sanar essas lacunas para que o aluno possa ter sucesso nesta atividade dentro da sua propriedade. Além de todas estas informações o instrutor salienta ainda que será orientada sobre como organizar esses produtores em grupo ou em uma associação para baixar os custos de capacitação, para questão de viveiros, produção e sobre a comercialização deste produto. Muitos produtores já tem o espaço, mas não sabem como fazer. Vamos auxiliar para não errarem no manejo, e ainda obterem lucros com esta produção”, conclui.