07/07/2015 14:49

Quantidade de visualizações: 597

Marlenne Maria com Heverton Luiz

A apresentação técnica do Plano Safra será feita em encontro na sede do Sindicato Rural de Tangará da Serra nesta quarta-feira (08), das 09h00min às 17h00min.


O Plano Safra envolve recursos disponibilizados para o fomento da agricultura, financiamento, aquisição de implementos ou aquisição de máquinas. É direcionado especificamente para a agricultura familiar. “São 28.9 bilhões de reais. É um montante muito grande que você poderá adquirir com teto máximo de 5% de juros ao ano. São várias situações específicas da agricultura familiar”, disse em entrevista à Rádio Pioneira, o Secretário Municipal de Agricultura, Ander Santos.


O plano Safra é coordenado no país pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário junto com o Conselho Estadual do Desenvolvimento Sustentável. No encontro desta quarta-feira, os técnicos vão discutir assuntos ligados ao acesso aos recursos e o modelo de aprovação para 2015, safra 2116.
Do encontro vão participar técnicos das Secretarias de agricultura de Tangará e da região, bem como técnicos da EMPAER e técnicos que elaboram projetos do Pronaf, além de representantes das instituições financeiras Banco do Brasil, BASA, Caixa, Sicredi, Bradesco e outros convidados.


O Secretário Ander Santos destacou a importância da participação dos produtores rurais. “É importante a presença do produtor para ter este esclarecimento para saber como funciona e como acessar as linhas de crédito acima de tudo. É uma ajuda muito grande que vem do BNDES e que o produtor tem que saber utilizar e ter o acesso garantido. O grande desafio e dar acesso a quem precisa”, disse.


O Delegado Federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário Nelson Borges estará presente na reunião para esclarecer produtores que tenham dívidas com instituições financeiras ou programas do Governo Federal. “Houve perdão por parte do Governo Federal por parte de alguns modais de financiamento. Mas algumas podem ser renegociadas. É importante em qualquer sentido que o produtor almeje fazer financiamentos, que esteja presente para buscar esclarecimentos”, lembrou o Secretário Ander Santos.