08/07/2015 15:37

Quantidade de visualizações: 896

Marlenne Maria com Heverton Luiz

Fotos: Heverton Luiz/ Rádio Pioneira

15 municípios estiveram representados no encontro realizado na sede do Sindicato Rural de Tangará da Serra nesta quarta-feira (08) para discutir o assunto.


Ander Santos, Secretário Municipal de Agricultura de Tangará da Serra explicou que foi uma reunião de trabalho juntando as partes interessadas. “O produtor que quer o crédito para produzir mais e melhor e as unidades financeiras que garantem este crédito através do BNDES. Hoje é um momento de informação e instrumentação do produtor rural e qual o mecanismo que ele vai adotar para conseguir este financiamento. E as agências bancárias também, queremos que facilitem este acesso. Esta linguagem tem que ser menos burocrática. São 28 bilhões de reais, o maior valor já destinado à agricultura familiar, para financiar desde a produção até o financiamento de equipamentos para agroindústria e tratores. Mas, o produtor tem que ter este acesso garantido”, disse.


Entre as autoridades presentes esteve João Roberto Buzatto, Delegado Federal Substituto do MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário. Em entrevista à Rádio Pioneira ele destacou a importância do encontro. “Estamos fazendo uma reunião técnica sobre o plano Safra da Agricultura Familiar 2015/2016. Este plano teve um incremento grande de valor, de 234 para 28 bilhões de reais para a agricultura familiar. Estamos hoje trabalhando este plano, explicando aos produtores para mostrar quais linhas de crédito podem ser acessadas, como Pronaf A, Mais Alimentos, Pronaf Mulher, Pronaf Agroindústria e outros”. O objetivo, segundo ele, é ampliar o acesso aos recursos que são subsidiados com juro máximo de 5,5 % ao ano. “Isto facilita o acesso ao crédito e tendo mais renda acessar mais crédito posteriormente”, pontuou.


Carlos Medeiros, Secretário Executivo do Consórcio Intermunicipal do Alto do Rio Paraguai ressaltou que as informações colhidas na reunião serão repassadas aos produtores dos 15 municípios que integram o consórcio. “O Consórcio participa do colegiado territorial do MDA e é integrado pelo poder público, iniciativa privada, associações e sindicatos. Trazer esta informação técnica é importante para que os técnicos e representantes dos municípios levem aos produtores rurais de todas estas cidades. Se não temos hoje muitos produtores, temos seus representantes participando”, disse.


Aparecido Valdomiro Massarotto, pequeno produtor rural no Vale do Sol I afirmou que também foi à reunião buscar informações para socializar com outros produtores. “Para nós que estamos na lavoura é importante porque a agricultura familiar traz grande benefício, mas temos que procurar ajuda e este financiamento está disponível para nós. Hoje estamos buscando conhecimento para passar para mais pessoas”.


O pequeno agricultor Daniel Roberto Morandi que também reside no Vale do Sol I, ressaltou a importância do Plano Safra. “É muito valioso, porque o governo precisa nos auxiliar. Precisamos nos adequar e utilizar este plano para fortalecer ainda mais a agricultura familiar”.