15/01/2018 13:32

Quantidade de visualizações: 474

Marlenne Maria - da Redação

fotos: Gilvan Melo/Rádio Pioneira

A mudança se dá pela integração da unidade escolar ao projeto Escola Plena de Mato Grosso. A escola atendia em torno de 500 alunos até 2017.

Com a implantação do projeto Escola Plena, serão atendidos na unidade alunos do 9º ano e das 3 séries do nível médio. “Tangará foi um dos últimos municípios a receber este projeto. Demorou um pouco, mas recebemos de braços abertos. Houve algumas dúvidas, mas a comunidade entendeu que é para melhorar o ensino realmente. Foi feito estudo de impacto para realojar os outros alunos. O foco da escola plena é o ensino médio, mas nós pedimos e o secretário nos permitiu atender a partir do 9º ano”, explicou Saulo Scariot, Assessor Pedagógico da SEDUC.

Ele ressalta que uma das vantagens do projeto são as disciplinas eletivas. “Os alunos ficam um pouco preocupados com o fato de estudar o dia inteiro. Parece cansativo, mas podem ficar tranquilos porque é um ensino diferenciado. Terá as disciplinas normais como estão habituados e terá disciplinas eletivas. A escola vai atender o sonho dos alunos. O que o aluno quer estudar. Durante as primeiras semanas teremos um período para recepcionar os alunos e descobrir quais sonhos e habilidades eles querem desenvolver”.

No sistema o aluno também não leva tarefas para casa. “A filosofia é de que em casa o aluno tem que se dedicar à família”, destaca Saulo.

Segundo ele, alguns ajustes precisarão ser feitos, segundo o Assessor Pedagógico, mas o projeto é exequível. “Há desafios para ajustar, mas não poderíamos perder a oportunidade. O que precisamos realmente de início temos conhecimento que são adequações dos banheiros que já estão sendo providenciadas. Temos emenda do Deputado Saturnino Masson de R$ 50 mil reais que já está certo e mais uma verba direta para isto. Em duas semanas deverem os iniciar as obras. Talvez não possamos iniciar do jeito que queremos. Mas que o projeto será um sucesso, com a força da comunidade, tenho certeza”.

Seletivo para professores

Para atuar no sistema, os professores precisam passar por um processo seletivo e terão salários maiores. As inscrições já foram efetuadas. “O professor ganha cerca de 30% a mais no seu salário, mas tem que passar por um seletivo. Mas é um seletivo simples. O professor tem que mostra ruma aula amostra de 15 minutos para um a banca composta de três pessoas. Vai mostrar, além da habilidade com a própria disciplina o perfil para a escola plena, que é o dinamismo e vontade de participar do projeto”.

Qualidade com a Escola Plena

Saulo Scariot destaca que a escola plena está sendo tratada como prioridade em Mato Grosso. “É um projeto que vem do Governo Federal e tem que acontecer. E surgiu da própria demanda da comunidade que criou plano de educação e estabeleceu metas, entre as quais está a escola integral”, disse o assessor, ressaltando que o estado com maior índice de desenvolvimento na educação é Pernambuco porque mais de 50% das escolas são de período integral.

Neste ranking o estado de Mato Grosso alcançou na última avaliação há 3 anos, a 22ª colocação.

Matrículas

As matrículas estão sendo feitas junto com as matrículas das demais escolas da rede estadual, tanto pela internet quanto na própria escola. “Se tiverem dúvidas, estamos com equipe lá para esclarecer. Muitos alunos saíram da escola, mas muitos alunos estão chegando. E quem quiser entrar no Ramon tem que entrar agora porque não poderemos aceitar matriculas ao longo do ano. Em Cuiabá muitos deixaram a escola quando entrou no projeto e hoje não tem matrícula para quem quer. Passou um ano, viram que o projeto é bom e agora estão tentando voltar e não tem mais vaga. Então, quem quer entrar na Escola Ramon aproveite a oportunidade e faça sua matrícula”.

Neste mês os pais de alunos estão sendo chamados para acessarem o site da SEDUC e fazerem um cadastro. NO período de 16 a 19 de janeiro será feita também pela WEB a solicitação da vaga. Depois disto será feita a matrícula presencial diretamente nos estabelecimentos. “Quem ficar com dúvidas pode procurar as escolas. Nós temos vagas para todos. Mas, para quem não fizer o cadastro pode não conseguir a vaga na escola mais próxima de sua casa”.

Alimentação para alunos

Como os alunos permanecerão na escola nos dois turnos, receberão incremento na alimentação servida no estabelecimento. Saulo Scariot destacou inclusive o capricho dos diretores e merendeiras que hoje conseguem oferecer lanches de qualidade com o recurso de R$ 0,45 centavos por dia por aluno repassado aos estabelecimentos.

No projeto Escola Plena o valor repassado para merenda será de R$ 8,00 por aluno, por dia. “Será oferecido um almoço muito bom para todos os alunos, além dos lanches habituais. E é um bom almoço. Eu visitei uma escola plena em Cuiabá e constatei isso”, disse Saulo.

Ano Letivo

A rede estadual de ensino tem em Tangará da Serra 20 escolas e atende pouco mais de 10 mil alunos. O ano letivo 2018 terá início no dia 15 de fevereiro, junto com a rede municipal visando facilitar o trabalho de transporte escolar.

​Tangará: Escola Ramon Sanches Marques atenderá mais de 250 alunos em turno integral neste ano